terça-feira, 27 de novembro de 2012

A Lua, o aniversário e o presente



Algumas coisas são imperdoáveis... Ou difíceis de perdoar, ou com um jeitinho dá-se um jeito! Nem sempre... A gente tenta remediar com uma explicação, mesmo que os argumentos sejam fracos... Enfim, esquecer aniversário seria uma delas... Daí vem a pergunta: O que fazer?!

Conversei com a Lua e pedi conselhos para ela... Sugeriu que eu catasse estrelas!

Ótima ideia, pensamos! Quer dizer, estrelas iluminam a noite, apenas. Se forem cadentes, passam logo e vão embora. Não serve!  E o dia, e o resto dos anos quando as cadentes se forem?

Que tal um pedacinho do Sol, eu falo com ele!? Disse a Lua.

Hum... O sol vai iluminar a vida! Esquentar, dar luz, calor. Mas quando precisar de frio para aquietar o sangue, tranquilizar a alma!? Ou da escuridão para embalar os sonhos!?

Já sei! Darei as belas águas do mundo para navegá-las inteiras e descobrir seus segredos. Ou quem sabe, algumas nuvens do céu!? Ou talvez uma terra bem bonita para morar...???

Mas como? Questionou a Lua! Imagine ... continuou! Você não pode dar tudo, tem que escolher só uma dessas coisas. Se for a água, logo vai sentir falta da terra firme! Se for a terra, logo vai sentir falta água... E quanto as nuvens, não se pode viver a vida toda no mundo das nuvens, uma hora é preciso voltar à realidade, até mesmo aos problemas da vida! Os desafios nos movem! Sabiamente explicou!

Não bastasse esquecer, agora não sabia o que presentear, o que fazer... Sugeri a Lua que fosse ela própria o presente... Mas a Lua rejeitou a proposta, afinal, ser só de um apaixonado é egoísmo e ela também prefere amar e ser amada por todos... Uma poliamorosa essa Lua...

Se eu for embora daqui, quem consolará os enamorados? Quem lhe dará conselhos? Indagou-me a Lua! Como estou fazendo contigo agora?! Docilmente concluiu...

A cada minuto que passava as opções diminuíam, queria dar tudo! Queria colocar todos os sonhos num pacote e entregar! “Seus sonhos, para vc, realize-os e seja feliz”...

Mas, ora ora ora... Depois de realizados e findados os sonhos, em busca de que viveria???

Assim você não me ajuda, esbravejei com a Lua...

Solidária e terna, disse-me baixinho: Plenitude!

Hum, perfeito!

Oba oba oba oba oba!

Aaaaaaaaaaaaa! Nãooo, até o que é perfeito dá problema hora ou outra...

Já sei, já sei! Vontade de viver! Vontade de levantar todos os dias e desafiar os desafios da vida... Vontade de realizar os sonhos e superar os medos. Vontade de ser feliz...

Com sorriso de alívio, aconselhou-me a Lua: Dê o que de melhor você saber fazer: Escreva! Escreva, pequena, escreva!

Sorri, pelo elogio, mas voltando a mim, e na minha humildade, recorri a Quintana, já que ele, melhor do que eu, escreve...

"Existe apenas uma idade para sermos felizes, apenas uma época da vida de cada pessoa em que é possível sonhar, fazer planos e ter energia suficiente para os realizar apesar de todas as dificuldades e todos os obstáculos. Uma só idade para nos encantarmos com a vida para vivermos apaixonadamente e aproveitarmos tudo com toda a intensidade, sem medo nem culpa de sentir prazer. Fase dourada em que podemos criar e recriar a vida à nossa própria imagem e semelhança, vestirmo-nos de todas as cores, experimentar todos os sabores e entregarmo-nos a todos os amores sem preconceitos nem pudor. Tempo de entusiasmo e coragem em que toda a disposição de tentar algo de novo e de novo quantas vezes for preciso. Essa idade tão fugaz na nossa vida chama-se presente e tem a duração do instante que passa..."

Perdoe-me!!!

segunda-feira, 12 de novembro de 2012