sábado, 8 de outubro de 2011

Saudades

Saudade.. saudade!
Dizem que esta é uma palavra tipicamente brasileira...
Afinal, ficamos nós condicionados a senti-la em demasiado!?
Sim, eu sinto! Demasiadamente!
Sinto saudades de tantas coisas, de tantas pessoas!
Sabe aquela saudade que aperta na hora que você vai dormir, só você o travesseiro e a saudade!
Pois é, essa está doída demais! Dói tanto, como se faltasse uma parte, um pedaço!
Daí, as imagens vêm no fragmento de sonhos e quando você acorda o lamento é tão grande!
Pois a saudade continua!
E como se o tempo ficasse cada mais longo, e os dias fossem como meses e os meses fossem como os anos.. E assim o tempo não passa! Mas, parece que para!
O que fazer? Existiria por assim dizer uma solução!?
Sim, não só existiria como existe!
Ficar perto, estar perto, sentir-se perto!
Sim, que fácil solução!
No entanto, não é tão fácil! Não ainda! Será! Sim será!
E, apesar da saudade, a certeza de que ela passará em breve motiva a pequena a persistir!
Afinal, quem disse que seria fácil?
Não ninguém disse! E ela sabe disso!
Sim ela sabe!
Ela sabe também que só se tem saudade do que se ama, do que se ama muito!
Por isso ficamos aqui, eu a pequena e saudade!





Um comentário:

Selva Selva! disse...

eu também venho aqui...