terça-feira, 30 de novembro de 2010

Outras Opiniões

Universidade...Classe D aumenta a participação


Por Pedro Ferraz
Disponível em:
http://quartopodersp.blogspot.com/2010/11/universidadeclasse-d-aumenta.html#links

Muita gente fala que o Pró-Uni é dar o peixe e não ensina a pescar. Muita gente imbecil, diga-se de passagem, eleitores da elite do PSDB que dizem que programa social é esmola, ou então que hoje "qualquer um pode ter carro ou andar de avião".


A classe D já passou a classe A no número total de estudantes nas universidades brasileiras públicas e privadas. Em 2002, havia 180 mil alunos da classe D no ensino superior. Sete anos depois, em 2009, eles eram quase cinco vezes mais e somavam 887,4 mil. Em contrapartida, o total de estudantes do estrato mais rico caiu pela metade no período, de 885,6 mil para 423, 4 mil. Os dados fazem parte de um estudo do instituto Data Popular.


O estudo, feito a partir dos dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), revela também que as classes C e D respondem atualmente por 72,4% dos estudantes universitários. Em 2002, a participação dos estudantes desses dois estratos sociais somavam 45,3%. São considerados estudantes de classe D aqueles com renda mensal familiar entre um e três salários mínimos (de R$ 510 a R$ 1.530). Os estudantes da classe C têm rendimento familiar entre três e dez salários mínimos. Já na classe A, a renda está acima de 20 salários mínimos (R$ 10.200).


Obrigado Lula, e obrigado Brasil por ter escolhido Dilma para dar continuidade com o Pró-Uni. Não sou PTista como podem pensar, sou a favor da política pela minoria, daquela que realmente precisa.


Caso a memória dos poucos leitores desse falido blog está falha, o candidato a vice de José Serra Índio da Costa do DEMO 666 votou contra o Pró Uni.


Meu comentário sobre:
Rose Dayanne disse...

Assim como vc, apesar de pensarem o contrário, NÃO SOU PTista... Mas sou a favor das políticas sociais favoráveis a maioria (e não minoria)dos brasileiros, q atualmente vivem uma escala de crescimento e desenvolvimento fabulosa em relação a anos e governos anteriores...
Somos milhões de brasileiros precisando de mais escolas, acesso à universidade,à casa própria e a ter o q comer na mesa... Somos milhões de brasileiros que lutam por um país melhor e que a duras penas tem começado a mudar a cara desse país q tanto amamos.. Não queremos um país burguês e elitista, queremos - como diz o slogan do atual governo - "Um país de todos"...

(Meldels, romantismo e patriotismo à flor da pele)

Um comentário:

Quarto Poder SP disse...

Um país de todos nós