sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Não é acidente! Isso se chama violência!


Não é acidente! Não foi! Ela não esbarrou e caiu! Não! Não escorregou no banheiro! Não!

Suas lágrimas não são por causa da cebola!

Sua tristeza e sua dor têm outro nome...

Chame-se VIOLÊNCIA...

Seja ela moral ou física!

Sua dor se chama VIOLÊNCIA...

Seus manchas roxas, seu olhar baixo, essa tristeza chama-se VIOLÊNCIA.

Vamos ficar assim de braços cruzados, aceitar e nos calar...???

Não, não vamos!

Mulheres e homens pelo fim da violência contra a mulher!

25 de novembro - Dia Internacional de Combate à violência contra a Mulher

Denuncie e ajude!

Não só hoje, todos os dias...

6 comentários:

Selva Selva! disse...

e a psicológica? e aquela que não agride fisicamente, mas que extrai todos os sucos e bálsamos daquilo que já foi uma pessoa? aquilo que retira à forçca pela palavra, pelo desprezo, pela indiferença?

Rose Dayanne disse...

Sim, essa pode ser a pior, pois não há força física ou moral para lutar... Falta força na alma para reagir, o que é pior.

Bento Itamar Borges disse...

Rose,

o "pai da Selva" linkou seu blog...
E você é um exemplo de comunicação1

abraço

bentoBORGES,
o filosofodocerrado

Rose Dayanne disse...

Obrigada Pai da Selva! Volte sempre! Saudades vermelhas!

mairaselva disse...

agora eu vi... kkkkkkkkkkkkkkkkk

Cia. De Teatro Atemporal disse...

Oi, Bela Rose!

Estamos passando por aqui para ratificar um agradecimento que fazemos varias vezes:

Obrigado a DEUS por ter você presente na vida de nossa companhia de teatro;

As palavras são as mesmas de sempre, mas o sentimento e a sinceridade estão sempre se renovando por ter o seu carinho e admiração por nossos trabalhos!

Desejamos que você, sua família e seus amigos tenham

UM FELIZ NATAL E UM FELIZ ANO NOVO!

E que DEUS possa ainda mais nos honrar com as belezas de seus trabalhos para sempre!

Clemente.

Cia. De Teatro Atemporal.