sexta-feira, 5 de março de 2010

paranóia depois do almoço

sentada, frente a frente com um monitor, esbarro em muitos rascunhos, nomes, datas, falas, que daqui a pouco viram uma matéria, em segundo plano um persiana branca, mas a frente até onde consigo ver pelo biombo revistas, livros e jornais empilhados, a minha esquerda além do telefone, duas agendas, um bloco, caixas de som,,, uma câmera digital e a direita dois xícaras (café e água) papel toalha um porta canetas de madeira imitando o mapa do Tocantins. alguns cartões pregados com alfinetes algumas sacolas no chão e um calendário... agora fixei meu olhar num postal de London, viajo, viro e leio "um pedacinho da magnífica noite londrina. você ia enlouquecer". dai retorno de Londres, dos lugares por onde minha alma passeia e sonha, e depara-me com a sala branca com persianas brancas! acho q enlouquecendo estou aqui, não em Londres... o que estou fazendo aqui enquanto o mundo acontece lá fora... no entanto, nem tudo é desastre... como disse, viva às tecnologias... e graças a ela posso sentir um tiquinho de Marília, de Sampa, imaginar o show do A-Ha, o MASP. Posso sentir uma verdadeira amizade.... Como se fosse de anos e anos luz...

3 comentários:

Quarto Poder SP disse...

Viva a tecnologia, viva você,viva eu,viva o tião Macalé!

Elaine Barnes disse...

Graças a Deus podemos viajar sem sair do lugar. Hoje eu tb agradeço a tecnologia. Minha filha mais nova de 22 anos está há um ano na Irlanda. Muita saudades. Não dá pra eu ir vê-la e nem ela voltar agora.Fique bem flor, montão de bjs e abraços de compahia.

cara pálida fora d´água disse...

não vou falar nada...