quarta-feira, 24 de março de 2010

Quisera!

"Estava atoa na vida e o meu amor me chamou para ver a banda passar tocando coisas de amor" (Chico Buarque)

Quisera balbuciar tais palavras com a convicção de ser real!
Não o fato de estar atoa (mas quem sabe ao menos uma vez na vida sentir-se atoa na vida, sem os compromissos que nos obrigam a ter, apenas com os compromissos que queremos que sejam nossos)

Quisera que o tal amor chamasse! (não apenas pra ver a banda passar, mas para tocar nela, cantar com ela e fazer parte dela)

Quisera não só ouvir as coisas de amor, mas sim tocá-la, com a propriedade de quem toca, canta e sente as coisas do amor!

Quisera que fosse assim! Apenas!

3 comentários:

Quarto Poder SP disse...

Ainda ganhará uma serenata verdadeira

Elaine Barnes disse...

Gostei demais! A correria pela sobrevivência está tão grande para homens e mulheres que ninguém mais tem tempo pra amar.Aí fica aquela sensação: " A banda passou e eu não vi" e o tempo passou tão depressa e nem banda tem mais. Agora é trio elétrico,rs... Montão de bjs e abraços pra você

A Magia da Noite disse...

quem sabe a banda não passa e chama você para ir com ela e se apaixona por um dos músicos?!